As preocupações dos homens quando sofrem de disfunção eréctil

Preocupações dos homens

De uma maneira mais generalizada, nos dias de hoje muitos dos homens sentem vergonha de consultar um médico especialista e na maioria dos casos não o fazem, pensando eles ser este problema passageiro. Estão a errar logo á partida. Muitos homens queixam-se da falta de erecção logo desde o início da relação sexual, no momento das preliminares ou nos jogos sexuais, perdendo- a de imediato após a penetração. Pode-se experienciá-la diante de situações específicas, como por exemplo, o envolvimento sexual com mulheres muito atraentes, muito bonitas e não experienciá-la em outras como, mulheres pouco atraentes ou de classe sócio - económica social inferior. Todo homem com disfunção eréctil costuma sentir ansiedade diante da proximidade da relação sexual, o medo do fracasso, as preocupações acerca do seu desempenho sexual e, até redução do sentimento de excitação. Esta disfunção sexual pode ainda perturbar o relacionamento afectivo -amoroso, trazendo desconfianças e desentendimentos entre os casais, levando muitos até á separação. Os homens diante desta preocupação com a disfunção eréctil, é muito comum observar- los com verdadeiros rituais sexuais para verificarem se têm erecção, muitos homens chegam- se a interrogar sobre a sua heterossexualidade. Neste caso, por falta de informação, há a ideia errada de que, não ter erecção na presença de mulheres pensam ser homossexuais. Aí, muitos passam a procurar várias parceiras sexuais para se certificarem que o problema foi circunstancial e que nada haver tem com a sua aptidão sexual.

Quando um homem está diante deste problema, algumas orientações podem ser úteis e ajudar no tratamento, como por exemplo:

  • É aconselhável procurar aconselhamento e ter acompanhamento médico, que recomendará um tratamento adequado;
  • Não manter o “problema” sexual como foco! Não ter pressa em obter resultados muito rápidos.
  • Embora a medicação possa ser indicada num determinado momento, ela não substitui uma relação sexual natural. Questione seu médico sobre a necessidade de manter a utilização do medicamento que possa estar a tomar;
  • Diga “não” quando estiver cansado ou se não estiver com desejo sexual. O homem tem o direito de negar sexo à sua parceira e porque não? ;
  • No ato da relação sexual, envolva-se ao máximo com a sua parceira, Sexo faz parte da vida, assim como o envolvimento emocional, o afecto, a cumplicidade, a desinibição no relacionamento a dois. Por isso, tão importante quanto manter a erecção numa relação sexual é mudar hábitos, pensamentos e sentimentos para ter uma vida saudável na interacção com sua companheira.

O principal problema ainda é o facto de não haver diálogo entre os casais, pois se expusessem mais seus pensamentos, preocupações e desejo de ambos, menores danos seriam causados. Se existe um sentimento de confiança, respeito e segurança, será mais fácil falar aberta e honestamente. Ao tornar este fato uma prioridade, há uma boa probabilidade de recuperar a felicidade e o sentimento de bem-estar que ambos tanto merecem.

A conversa sobre sexo com seu companheiro incluiria falar de seus gostos de prazer, o que é bom o que não é, o que faz melhor ou não. A honestidade é acima de tudo muito importante, sem causar mágoas, e provavelmente haverá algum meio-termo. É preciso assumir alguns riscos. Também o que seria da vida sem riscos, devemos de arriscar sem medo, Você deve revelar a seu parceiro algumas coisas que manteve escondido. O humor às vezes ajuda faz uma enorme diferença se forem brincalhões e divertidos, assim contornam a situação de uma maneira mais descontraída, colocando a vergonha e constrangimentos de parte. O exercício também ajuda.

Adicionar um comentário